Header Ads

Royal Aviation Group

GAA informa treinamento de Fuzileiros Navais embarcados para ações de limpeza

O Grupo de Acompanhamento e Avaliação (GAA), formado pela Marinha do Brasil (MB), Agência Nacional de Petróleo (ANP) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), informa que, hoje (9), cerca de 600 Fuzileiros Navais e mergulhadores, embarcados no Porta-Helicópteros Multipropósito Atlântico e no Navio Doca Multipropósito Bahia, receberam treinamento de equipes da Petrobras e Ibama para atuarem em ações de limpeza em praias, mangues, estuários e arrecifes na região do Nordeste. Esses navios atracarão no Porto de Suape-PE, amanhã (10), a partir das 8h. Dando continuidade ao programa de capacitação, conduzido pela Petrobras, para limpeza de ambientes costeiros afetados pelo óleo, hoje, foi realizado na Delegacia da Capitania dos Portos em Porto Seguro-BA, treinamentos para os militares da MB, servidores do Ibama, Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e Polícia Militar; Associação de Marisqueiros de Belmonte; Companhia Independente de Polícia de Proteção Ambiental e Secretarias de Meio Ambiente de Porto Seguro, Belmonte e Cabrália. Os treinamentos terão continuidade e estão previstos nos estados de SE, PE, PB, RN, CE e AL. Hoje, na Ilha de Santa Bárbara, arquipélago de Abrolhos, foram encontrados e recolhidos, por equipes do Rádio Farol da MB, pequenos fragmentos de óleo misturados com resquícios de algas e areia. Os estados de CE, RN, PB e PE estão com as praias limpas. As seguintes localidades permanecem com vestígios de óleo, com ações de limpeza em andamento: Japaratinga, Barra de São Miguel, Coruripe e Feliz Deserto, em Alagoas; Coroa do Meio, em Sergipe; Pedras, no Espírito Santo; e Barra do Jacuípe, Saquaíra, Cassange, Algodões e Pratigi, na Bahia. Até o momento, mais de 3.800 militares da MB, 33 navios, sendo 29 da MB e 4 da Petrobras, 22 aeronaves, sendo 11 da MB, 6 da Força Aérea Brasileira (FAB), 3 do Ibama e 2 da Petrobras, além de 5.000 militares e 140 viaturas do Exército Brasileiro (EB), 140 servidores do Ibama, 80 do ICMBio e 440 funcionários da Petrobras atuam nessa grande operação. De acordo com o levantamento feito pelo Ibama, foram contabilizadas, aproximadamente, 4.400 toneladas de resíduos de óleo retirados das praias nordestinas, até o dia de hoje. A contagem desse material não inclui somente óleo, mas também é composta por areia, lonas, EPI e outros materiais utilizados para a coleta. O descarte é feito pelas Secretarias de Meio Ambiente dos Estados. A gravidade, a extensão e o ineditismo desse crime ambiental exigem constante avaliação da estrutura e dos recursos materiais e humanos empregados, no tempo e na quantidade que for necessária. As orientações gerais para voluntários na limpeza das praias no seguinte link: https://www.marinha.mil.br/sites/default/files/orientacoes_epi.mp4 Caso aviste óleo nas praias, disque 185! Mar limpo é vida!










Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.