Header Ads

Royal Aviation Group

Obras de revitalização do aeródromo de Santa Maria (RS) são concluídas

 


A conclusão dos empreendimentos destaca a sinergia entre o Ministério da Infraestrutura, por meio da Secretaria Nacional de Aviação Civil e o Ministério da Defesa, por intermédio do Comando da Aeronáutica

Publicado: 07/11/2020 12:00
Imprimir
Fonte: Ala 4, por Tenente Charlene
Edição: Agência Força Aérea - Revisão: Major Monteiro

Um ato simbólico, realizado no dia 26 de outubro, marcou a inauguração de duas importantes obras no aeródromo de Santa Maria (RS). O evento, que celebrou a conclusão dos trabalhos de ampliação do estacionamento de aeronaves e da modernização do sistema de sinalização luminosa, foi realizado no Auditório da Ala 4.

A solenidade contou com a presença do Chefe do Estado-Maior da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Marcelo Kanitz Damasceno; do Senador Luiz Carlos Heinze; do Secretário-Executivo do Ministério da Infraestrutura, Marcelo Sampaio Cunha Filho; do Secretário Nacional de Aviação Civil, Ronei Saggioro Glanzmann; do Diretor do Departamento de Investimentos da Secretaria Nacional de Aviação Civil, Eduardo Henn Bernardi; do Comandante da Ala 4, Coronel Aviador Wilson Paulo Corrêa Marques; além de Oficias-Generais da Força Aérea Brasileira e de autoridades civis ligadas ao Aeroporto Municipal de Santa Maria. A cerimônia seguiu todos os protocolos de segurança previstos para o enfrentamento ao novo Coronavírus.

As obras de revitalização da infraestrutura aeroportuária de Santa Maria foram iniciadas em 2018, por meio do Plano de Investimentos MT01199, firmado entre o Comando da Aeronáutica (COMAER) e a Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC). “É indubitável que essas obras proporcionam uma enorme melhoria da infraestrutura e um aumento da segurança de voo, tanto para as operações militares quanto para a aviação civil”, destacou o Tenente-Brigadeiro Damasceno.

A conclusão dos empreendimentos destaca a sinergia entre o Ministério da Infraestrutura, por meio da Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC) e o Ministério da Defesa, por meio do Comando da Aeronáutica. Na prática, o fim dos trabalhos representa um importante passo no cumprimento da missão do Comando da Aeronáutica de integração do território nacional, fundamental para o alcance dos objetivos estratégicos do País.   

Já são mais de nove projetos que o Ministério da Infraestrutura tem em conjunto com o COMAER para desenvolver a aviação civil e a aviação militar em todo País. “É uma alegria estarmos aqui entregando uma obra que representa segurança e crescimento para a região. O Rio Grande do Sul nunca recebeu tantos investimentos simultâneos em aeroportos que ampliassem a conectividade do estado, gerando desenvolvimento econômico e integrando cada vez mais o nosso extremo sul ao restante do nosso país continental. Podemos dizer que o estado está muito bem servido em termos de infraestrutura aeroportuária e, também, do ponto de vista de operação”, afirmou o Secretário Executivo do Ministério da Infraestrutura.

Modernização do Sistema de Sinalização Luminosa do Aeródromo de Santa Maria
Conhecida como Operação Coruja, a obra iniciou em 2018 e durou pouco mais de um ano. Com a sua conclusão, além da economia de cerca de 60% no consumo de energia elétrica, o novo sistema faz com que o aeródromo de Santa Maria passe a dispor de equipamentos modernos que proporcionarão mais segurança às operações aéreas, tanto militares quanto civis.   

O trabalho foi executado pela Unidade Móvel de Engenharia (UME) sob coordenação da Diretoria de Infraestrutura da Aeronáutica (DIRINFRA). Participaram da Operação militares de diversas Organizações cujo trabalho resultou na instalação de 375 luminárias de LED e cerca de 35 quilômetros de cabos que abrangem a pista principal, a pista auxiliar, seis taxiways e o heliponto.     

Durante a obra, o aeródromo permaneceu em pleno funcionamento graças ao Sistema Luminoso Tático Autônomo (SLTA) - um sistema de luminárias móveis, acionadas remotamente e carregadas por energia solar que possibilita um ganho para a segurança dos militares participantes da Operação, pois permitiu a desativação do sistema de sinalização luminosa antigo enquanto estava em curso a modernização da sinalização luminosa do aeródromo.

Ampliação do pátio de estacionamento de aeronaves
A obra permitiu a união entre os pátios administrados pela Ala 4 e a Prefeitura de Santa Maria. A ampliação do pátio permitiu ganhos expressivos no aeródromo, tanto pelo aumento de, aproximadamente, 14.300 metros quadrados na área de estacionamento de aeronaves, quanto por sua nova capacidade de operação. Vale destacar que esta obra contou com uma série de desafios durante a sua execução, especialmente no que se refere às características do solo e o elevado índice pluviométrico. Porém, os desafios foram encarados como possibilidades para a criatividade e inovação, de maneira que os processos de gestão puderam ser testados e aplicados na prática.

Uso compartilhado
Em 2015 foi assinado um convênio que transferiu parte da área da atual Base Aérea de Santa Maria para a Prefeitura municipal, que passou a administrar o aeroporto. Trata-se do chamado uso compartilhado - quando no mesmo espaço funciona a base aérea militar e o aeroporto civil, situação que é comum no Brasil. Nestes casos, os terminais de passageiros e de operações militares são separados, mas as aeronaves utilizam as mesmas taxiway e pistas de pousos e decolagens. Atualmente, o aeroporto civil de Santa Maria segue administrado pela Prefeitura da cidade.

Fonte: com informações do DTINFRA-CO e Ministério da Infraestrutura.

Clique aqui e assista como foi realizada a obra.

Fotos: Soldado Kassiel / Ala 4


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.